A DGARQ e a qualificação dos sistemas de arquivo da Administração Central do Estado: Balanço e desafios

Autores

  • Pedro Penteado Direção-Geral de Arquivos, Divisão de Apoio Externo e Normalização

DOI:

https://doi.org/10.48798/cadernosbad.743

Resumo

Apresenta os principais contributos da Direção Geral de Arquivos (DGARQ), organismo de coordenação do sistema arquivístico nacional, para a qualificação dos sistemas de arquivo da Administração Central do Estado (ACE). Procura identificar alguns dos principais resultados obtidos pela ACE e que desafios se colocam ao organismo de coordenação, no futuro, bem como a outros stakholders do sistema arquivístico nacional, para que o país possa dispor de sistemas e redes de arquivos de qualidade, com produtos e serviços informacionais capazes de satisfazer as necessidades do Estado, dos cidadãos e das empresas e de se aproximarem de grandes referenciais e boas práticas reconhecidas internacionalmente no setor.

Biografia Autor

Pedro Penteado, Direção-Geral de Arquivos, Divisão de Apoio Externo e Normalização

Nota biográfica - Pedro Penteado
Diretor de serviços de Arquivística e Normalização na Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas

Habilitações académicas:
Licenciatura em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL). Mestrado em História Moderna pela FLUL.
Curso de Especialização em Ciências Documentais (opção Arquivo) pela FLUL.
Master en Documentación pela Universidad de Alcalá.
Doutorando em Ciências da Documentação.

Experiência profissional:
Iniciou a actividade profissional, em 1989, no Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Entre 1 de Agosto de 2004 e 24 de Junho de 2007 foi diretor de serviços de Arquivística do Instituto dos Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (IAN/TT). Entre 25 de Junho de 2007 e 19 de Junho de 2012 foi director de serviços de Arquivística e Apoio Técnico da Direção Geral de Arquivos (DGARQ).
Coordena o Diagnóstico à situação arquivística do Estado, no âmbito da medida 15 da Resolução do Conselho de Ministros n.º 12/2012, de 7 de Fevereiro. Colabora com Grupo de trabalho para a Gestão de documentos na Administração Pública, criado no âmbito da Rede Interministerial para as TIC / AMA - Agência para a Modernização Administrativa. É o responsável pela coordenação do Programa de auditorias da DGARQ desde 2008. Coordena a equipa da DGARQ que efetua a gestão do Programa Administração Eletrónica e Interoperabilidade Semântica e a Macroestrutura Funcional. Coordenou a Equipa de acompanhamento do Projecto de Levantamento de processos da Administração Central do Estado. Coordenou as “Orientações para a gestão de documentos de arquivo no contexto de uma reestruturação da Administração Central do Estado” (1.ª e 2.ª edição). Representa a DGARQ na Comissão permanente da Comissão Técnica de Normalização em Informação e Documentação (CT7) do Instituto Português da Qualidade.
A sua experiência profissional estende-se ainda à organização, descrição e informatização de arquivos eclesiásticos privados, tendo coordenado serviços e projectos neste domínio. Foi subcoordenador do Projecto Junta da Real Fazenda do Estado da Índia, do Centro Damião de Góis (IAN/TT e Comissão Nacional para a Comemoração dos Descobrimentos Portugueses).

Outros dados:
Frequentou e concluiu o Seminário de Alta Direcção da Administração Pública (SADAP) e o Programa de Formação em Gestão Pública (FORGEP) no Instituto Nacional de Administração (INA). Realizou vários estágios internacionais, no Brasil, no Canadá e em França.
É assistente convidado do Mestrado em Ciências da Informação e Documentação da Universidade Nova de Lisboa onde tem co-orientado relatórios de estágios e dissertações. É professor do Diploma de Especialização em Gestão de Conteúdos, do INA - DEGECO.
É membro do Centro de Estudos de História Religiosa (CEHR) da Universidade Católica Portuguesa, do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa e colaborador do Instituto de Estudos Medievais da mesma entidade.
É membro da Comissão científica do 11.º Congresso Nacional da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas. É também membro da Comissão Científica do Projecto “Portugaliae Monumenta Misericordiarum” e da Comissão Científica da “Documentação Crítica de Fátima”.
Representou a Conferência Episcopal Portuguesa no Conselho Nacional de Cultura, na Secção Arquivos.
Publicou diversos artigos e monografias e proferiu várias conferências nos domínios da Arquivística e da História Religiosa, em Espanha, França, Brasil e Canadá. Foi responsável pela revisão científica da tradução portuguesa da obra de Jean-Yves Rousseau e Carol Couture, «Les fondements de la discipline archivistique».

Downloads

Publicado

2011-12-31

Como Citar

Penteado, P. (2011). A DGARQ e a qualificação dos sistemas de arquivo da Administração Central do Estado: Balanço e desafios. Cadernos BAD, (1/2). https://doi.org/10.48798/cadernosbad.743

Edição

Secção

Ensaios, estudos e projetos